Recuerdos de Caracas

Coleção particular daqueles momentos assim que a gente vira e diz 'Caracas!'.

Arquivo para Verdades

Palavras de Porta de Geladeira

Um presente de Ana Luiza. 😉

Momento Ana Pessoa

Cara, nem vi mas ja estamos em Agosto, finalzinho e hoje foi um dia louco.
As pessoas esquecem muito rápido as coisas que elas fazem. Sempre.
Ou inventam. Elas querem mesmo fingir que o que elas fizeram foi digno.
Tipo alguns evangélicos que se arrependem muito de algo quando não eram evangélicos, daí viram evangélicos.
Meia-noite e meia e eu to aqui na blogadinha rápida.

Fodam-se as pessoas que me fazem desacreditar.
E viva as que fazem acreditar.

Porque são essas as que me convidam para coisas bacanas, projetos legais.
Que me perguntam o que eu acho delas pelo msn pra elas falarem para seus psicólogos( que no fundo foi quem perguntaram).
Que falam que abriram agências, e que fizeram aquele doodle irado do Orkut no India Independence Day.
Que comentam meus posts dizendo que viram filmes com a música que eu postei.
Que me ligam pra me xingar e falar que eu sou babaca.
Que me emprestam 50 pilas em consulados de países longes.
Que me convidam pra jogar I’m the boss na Luderia.
Que respondem meus emails bizarros com fotos do meu cachorro e da Paris Hilton.
Que acham bonitinho um surto via msn falando que eu queria ser rico para irmos sábado ver o Tim Burton no MoMa e tomar sorvete em algum lugar que foi cenário de filme dos anos 80.
Que respondem meus emails sugerindo que elas participem de um ensaio Pin-up da firma.
Que são meus amigos.

Esse post é pra vocês.

Recuerdos adverte

REC_ADVERTE

Vai tomar no cú antes que eu me esqueça

[Vou escovar os dentes antes de começar, porque se eu ja escrever direto vai ser um abuso ao querido leitor.]

Para ler ouvindo ODEIO – Caetano Veloso. (Infelizmente não achei no Blip e não vou linkar).

Eu curto me comportar. Falo sério.
Ser gente boa. Bacaninha.
Só que as pessoas abusam da sua boa vontade.
Querem te fazer de idiota.
Vou contar o caso. Aqui. Agora.

Todo mundo só lembra de você quando você vai resolver algo pra eles.
Ninguém lembra quando não precisa lembrar.
Não é prático.

Mas por que ficamos putos quando não somos lembrados?
Eu ja devia ter aprendido essa merda.
To cansado de repetir que o ideal é não esperar nada de ningém.

Mas me perco. É foda.
Chega dessa lamentação.

Corinthianas Perturbadinhas

Esse post é muito mais uma experiência sobre o quanto as pessoas torcem para seus times que efetivamente uma piada contra o Corinthians, inclusive porque o mesmo passa atualmente por uma boa fase, que não seria nem poderia ser meu humilde blog que iria desabrilhantar.

Que aconteceu ? Ontem, em plena final no Pacaembu, certamente uma das maiores audiencias globais dos ultimos tempos, Corinthians jogava com vantagem de 2 gols sobre o Santos. Como a vida não é fácil, o jogo foi intenso e o Santos foi pra cima no primeiro tempo. Foi claro e notório que o Corinthians tava tomando sufoco.

Certa hora, o goleiro corinthiano foi pegar a bola e deu umas mãozadas na perta de um centroavante santista, e o juiz, de olho no lance, deu penalti. Óbvio que aos 30 minutos do primeiro tempo não seria dificil de fazer mais 2 gols e virar o jogo.

Claro que, a exemplo das próprias, eu não iria deixar de mandar uma mensagem com o tradicional “Chupa” para Fernanda Martins, Marion Padilha e Ainah Correa. Twulgo @fer4, @mpadilha e @ainahcorrea . Agora, a graça desse post foram as respostas de cada uma, o que, por si só e pelo tempo em que foram enviadas, mostram o quanto acreditavam realmente no Corinthians.

[16:35] Gol do Santos de Penalti.
[16:36] Envio para as 3 o seguinte SMS: CHUPA.


[16:39] Marion responde: Ue kd seu time na final, ele nao eh o melhor? Nao eh capaz de ganhar no estado dele? Ainda estamos na vantagem benhe. Vai dar timao. invicto.
[16:40] Fernanda responde: Ai ai, eh tao feio quando as pessoas q tem esses timinhos meia boca torcem contra os times de verdade… Inveja eh feio, ale.
[16:40] O Corinthians empata: 1 x 1.
[16:41] Réplica da Fernanda: Cuidado ao engolir a espinha, ta?



Segundo tempo… Fim do jogo, quando chega mais uma mensagem…

[18:02] Ainah responde: Chupa Bambi.

Enfim, pela simples analise dos fatos, podemos concluir que Ainah estava insegura com o resultado do jogo, alias como ela sempre faz e nao teve culhões para responder a mensagem logo na hora que eu mandei. Teve que aguardar o fim. #medinho

Também, concluiu-se que a Fernanda é a mais desbocada, fato que eu ja bem sabia. E que a Marion respondeu na ânsia do momento. Mas pelos essas duas, como vemos pelo tempo e conteúdo das mensagem realmente confiavam de coração na vitória e não ficaram com medo. #admirablegirls

Me absterei de comentários futebolísticos sobre os times, as taças que eles ganham, suas importâncias no mundo globalizado em que vivemos, e se elas são disputadas em estádios próprios ou pseudo-próprios que saem areia da grama… Enfim.

Sindicato dos BuddyPokes

Ale Lima Buddypoked!

Ale Lima Buddypoked!

 

Teve um dia que não teve Poke. Não teve Buddy. Não teve nada. Ninguém sabia o que tinha acontecido, apenas que eles tinham-se ido. Pra onde? Na internet não tem Flautista de Hamelin pra levar todo mundo assim…

 

E foi um dia triste. Um dia sem abraços, sem dinossauros acarinhados, sem voltinhas de bicicleta e danças em tapetes. Sem graça. A situação foi ficando perplexa e virou manchete de jornal, de televisão, de portal, chegou ao mundo real. Santa Convergência.

 

Pare de chorar, menina. Isso aqui é só um Buddypoke desaparecido não é um dilúvio em Santa Catarina. Tenha paciência. Disse o presidente. Logo mais eles estão ai e você vai ficar contente. Mas que nada…

 

Dias passando. Divãs lotados. Ninguém deixava mais recado em texto pra ninguém. Abismal foi à audiência do Orkut nesse tempo. Nem mosca de lan house tava acessando mais. Nada…

 

E do lado de lá, pertinho de Zion, um pouco mais pra baixo. Uma festa que só vendo. Alegria. Alegria. Milhões de BuddyPokes caminhando contra o vento.

Iam todos felizes rumo a sua Meca.

 

Nem pareciam eles, estavam todos iguais, cansados das roupinhas infelizes, cantando o mantra do retorno. Uma cena bonita de ser ver, mas impossível de se gravar.

 

Todo mundo ali sentado naquela noite e-terna. Um círculo com meio aberto. Quase em frente a uma caverna, tinha ate a Pokiana arte rupestre. Naquele minuto, foi dali que saiu o grande mestre.

 

BUDDYPOKES DE TODO O MUNDO, UNI-VOS. SEJAM PERSEVERANTES. PODE PARECER POUCO, MAS NOSSA MISSAO E SUBLIME. VAMOS CADA DIA MAIS ESTAR DISPOSTOS NESSA COISA QUE E A INTERNET, UMA VITRINE. ESSA E A UNICA FORMA QUE CONSEGUIMOS ENTRAR NO MUNDO HUMANO. FAZENDO ELES NOS COMPRAREM COMO BICHINHOS DE COMPUTADOR. MAS NUNCA SE ESQUECAM DAQUILO QUE PARA NOS TEM MAIS VALOR. NOSSA CAPACIDADE DE DESPENDER O AMOR. DESSAS PESSOAS FRIAS, CHATAS, MAGOADAS COM A REALIDADE INSUPORTAVEL DO MUNDO REAL. CONTINUEM, BUDDYPOKES, TORNANDO O MUNDO DOS HOMENS MENOS SACAL E MAIS INTERATIVO. QUANDO TODOS ENTENDEREM NOSSA MENSAGEM, NOSSO TRABALHO JA NAO VAI SER NECESSARIO. E DE UMA COISA PODEM TER CERTEZA, CADA UM VAI ENCONTRAR A FELICIDADE TODOS OS DIAS, E NAO APENAS NO SEU ANIVERSARIO.

BFFA.org

Filme para ONG ou ONG para filme ?

Primeiro post direto do mac. Tanto que vai sem acento mesmo.

E a trilha ? Ahhhhh Kaiser Chiefs!