Recuerdos de Caracas

Coleção particular daqueles momentos assim que a gente vira e diz 'Caracas!'.

Arquivo para Musica

Os sons do meu tio

Da série frases do meu pai: “O tempo passa para todo mundo”.

Ontem fui numa festa incrível do André , em seu apartamento mini gigantesco na Bela Cintra. Não me lembro de ter estado em uma festa com som tão eclético como esse de ontem. Ponto para os ecanos.

Teve Britney, Beyonce, Caetano, Chico, Adoniran, Jackson do Pandeiro, Tete Spinola, … e várias outras coisas que eu não conhecia e que não prefiro citar aqui agora.

BUT, de repente ouvi uma música que ja conhecia e ha muito muito tempo não ouvia.

Eu não acreditei bem hora que tava ouvindo aquela música.

Essa música de certa forma era uma das minhas trilhas sonoras de infância. Meu tio Gerson, super louco por músuca tinha um puta aparelho de som, vários módulos diferentes ligados entre sim, era praticmente uma sala de áudio na casa. E sempre que eu ia la com meus pais nos findes, ele sempre tava ouvindo muita coisa diferente.

E aí vinha o LP do Pinduca:

Vou ensinar a sinhá pureza
A dançar o meu sirimbó
Sirimbó que remexe mexe
Sirimbó da minha vovó
Vai dançando sinhá pureza
Rebolando pode requebrar
Carimbó, sirimbó é gostoso
É gostoso em Belém do Pará
Ô lêlê ô lalá
Misturei carimbó e siriá
Carimbó sirimbó é gostoso
É gostoso em Belém do Pará

.

.

.

.

(spoiler)

Subitamente percebi quanto tempo isso fazia e que eu nem lembrava mais.

Anúncios

Descobri essa musica genial esses dias

Sticks and Stones and Out of Homes

Tem uma música do Kaiser Chiefs que ele fala Sticks and Stones … aglutinei o Out of Homes de tanto que estou trabalhando com isso ultimamente.

E isso fica ecoando na minha cabeça vez ou outra já ha uma semana.

Tipo pedindo: Blog me, please.

Aliás, lembro-me bem que no primeiríssimo ano, primeiras aulas, ouvi a Roberta, professora mais publicitária do nosso curso de publicidade falar OOH, e dizer Out of Home … chamou minha atenção e nunca esqueci essa cena.

Agora, cá estou imerso em programações, secundagens, templates, redes, bandas largas e outras coisas. E pior é que é divertido hein. Principalmente quando você vai ao dentista, e lá está a telinha no elevador.

Quando você vai ao açougue, e lá está… Me sinto perseguido por esse negócio.

There’s good days and bad days.

Poder

Casandra

Ontem na minha prova de espanhol, as quatro ultimas questões, tinham que ser respondidas ouvindo essa música. O clássico Listening das aulas de inglês…

Casandra vio en sueños el futuro.
En la sombra de una pesadilla Casandra leyó
los versos de ese poema que aún no han escrito
los dioses que, riendo, la hirieron con su maldición.
Supo del hambre y de las guerras de siempre,
de bufones celebrando el odio, bailando entre hogueras,
de despedidas y de monstruos minerales
bebiendo insaciables la savia dulce del planeta.

Casandra vio a hombres y mujeres
dormitando en sus burbujas
tras las máscaras del miedo.
Mas también vio la luz del alba
asomar por la cancela que nadie jamás abrió.
Supo que aún quedaban esperanzas,
que otros sueños la esperaban.
Casandra habló a todos de sus sueños
mas nadie la oyó.

Nadie creyó en Casandra y sus visiones
y la gente sólo vio en su augurio delirio y locura.
La condenaron a vagar perdida y sola.
Herejía es mostrar la verdad descarnada y desnuda.
Abandonada tras los años la encontró
un muchacho que andaba buscando esperanza y respuestas.
Casandra habló con pasión de sus presagios
y de la luz del amanecer brillando tras la puerta.

– Creo en ti Casandra. No estás loca.
Se besaron y en su boca florecieron madreselvas.
-Dulce Casandra, ponte de pie.
-Yo te he conocido antes. Quizá te soñé.
Hay quien duda ya y cree en la leyenda.
Juntos buscarán la puerta.
Dulce mañana.
Yo, no sé tú…
creo en Casandra.

Hay quien duda ya y cree en la leyenda.
Juntos buscarán la puerta.
Dulce mañana.
Yo, no sé tú…
creo en Casandra.

Mallu, Goo, Mudança e Velocidade

Ontem a noite, fui visitar uns amigos perto de casa mesmo, quando me deparei com um jogo ótimo. The World of Goos.

É um jogo interessante. Os Goos são bolinhas pequenas com olhos, praticamente unicelulares, e você tem que ajudá-los a se ligar para sair da tela por um cano que sempre está do outro lado e que suga eles quando você consegue fazer uma estrutura do chão até o cano.

Vou baixar. Quero salvar. Os Goos são criaturinhas agradáveis.

Ontem a noite, a Mallu Magalhães estava aqui no TerraTV. Fui falar com a Fabi, que senta do lado do estudio quando olho lá estava ela tocando J1.

Pápápápápápáááááá Will I have to…. tryyyyy again?

Por um segundo pensei em ir até ela, com Freak at Frans em um cd dizer:

– Oi Mallu,  gosto das suas músicas… sobretudo das letras… Já escrevi alguma coisa e até gravei com uns amigos que tocam violão. Essa é uma das músicas que eu mais gosto, minha visão da amizade.

… Depois achei que não devia ir. Não fui. …

Agora pouco fui almoçar com meus bons amigos aqui do TRR, @anapessoa e @jorgeclerc. Ana é Rainha da Boa Sinapse… então almoço com ela sempre rende… Jorge também figurão, sempre tem um detalhezinho interesting para acrescentar.

Aí o almoço foi  praticamente Fibra Ótica. É tanta coisa que a gente fica até pensando se voltou pro tempo certo tipo o começo de uma música do Jota Quest. Dê o play (aproveitando que a Ana é mineira).

Lá fora,
Todos os corações procuram a sua órbita
Novas propostas pro mundo
Novos encaixes pras coisas
Que ainda não estão no lugar
Atento às diversidades
Em busca da chacrete espacial
É preciso provar das loucuras
Ativar novas possibilidades

De volta ao Planeta dos Macacos

Esse último verso é só quando a gente retorna aqui pra esse computador lazarento que demora pra atualizar até blogadinha marota depois do almoço.

Caetano, Leaozinho (graphic version)

Caetano Veloso

Também fiz Everyday I  love you less and less e Sweet Dreams